Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Summer Diary

you did not wake up today to be mediocre

Summer Diary

you did not wake up today to be mediocre

Hello, again 😘

1.jpg

 

Estar de volta, sabe sempre tão bem!

Talvez tenham notado a minha ausência, por estes lados, talvez não. Mas quem me acompanha é capaz de reconhecer que isto é um sinal que grandes novidades estão a chegar.

Depois de grandes e significativas mudanças a nível pessoal, projetadas para o profissional, obras (que continuam) e umas gripes à mistura, quero muito partilhar com todos vocês os meus últimos projetos. Na verdade, estamos no meio do caos organizado. A rotina alterada, dias cheios e preenchidos. 

 

É Novembro. Mas não parece ser Novembro. Já não está calor e pela minha janela entra uma brisa fresca. As noites são mais frias e o vento apressado, trás, aos poucos e poucos, a nova estação. Vem atrasada, este ano. À minha direita encontra-se uma vela nova, tem um cheirinho doce que me inspira.

 

Exercício. Sabem o quanto eu adoro treinar, não é? Porém, e após um mês off é bastante complicado. Ainda estou a integrar o exercício na minha nova rotina diária, Contudo, estou grata por ter tornado do exercício físico o meu everyday lifestyle. Manter-me ativa sempre foi um must para mim. Tal como já disse, é difícil (re-)começar (especialmente para quem, nos últimos tempos, tem comido sem culpa 🥂🥓🍟), mas nada do que a disciplina e o trabalho árduo não resolva... Acaba por ser divertido! Tudo o que precisamos está dentro de nós. AGORA!

Há uma citação que nos últimos tempos não sai da minha cabeça. Acho que até à uma história. É sobre dois lobos que vivem dentro de nós. Irei partilhar mais tarde.

 

 

Stay strong, fight the fight, and then enjoy!!! 💪

 

 

um beijinho,

Anna Williams.

A Falta da Escrita

badrja:“-”

 

Perguntam-me por que deixei de escrever.

Na verdade, não deixei.

Outra verdade, é que os meus melhores textos, talvez vos aconteça o mesmo, são escritos quando estou menos contente.

Canalizo os meus sentimentos na escrita. Talvez ajude quem por aqui passa, talvez não. Eu espero que sim, por que faço-o com todo o positivismo.

Em 2016 levei muita pancada, com todo o significado da palavra. Por falta de tempo, paciência, inspiração ou, simplesmente, crescimento, não partilhei tanta coisa, como antes fazia. As parcerias só o são nos primeiros meses, o desinteresse das pessoas, que convencidas que te conhecem, nem reparam que estás diferente com elas, através da escrita. Isso é triste. Perdi alguns seguidores, os comentários desceram... Faz parte, não é? 

Também vos digo: Só faz falta quem está e só me acompanha quem quer. Quem me deixa, são as mesmas pessoas que me perguntam por que deixei de escrever. Essas são aquelas que, por seu lado, deixaram de ser protagonistas nos meus textos e histórias, com indiretas muito diretas. São aquelas que ainda anseiam entender(-me).

Não procuro validação ou aprovação, já não preciso disso.

Tenho escrito pouco, e talvez a razão seja simples: Aprendi a lidar com os meus problemas de uma forma adulta e serena. É surpreendente, desafiante e, ao mesmo tempo, inesperado. 

 

 

 

 

um beijinho,

Anna Williams.